Feeds:
Posts
Comments

Posts Tagged ‘Temperos’

Eu e minha família gostamos muito. É fácil e rápida de fazer, tenha certeza.

Ingredientes:

  • 1 pão italiano  tipo baguete em fatias;
  • 2 tomates picados (sem semente);
  • 1/2 maço de manjericão (só as folhas);
  • 1 dente de alho picadinho;
  • Azeite, sal e pimenta a gosto.

Modo de fazer:

  • Misture o tomate, o alho e o manjericão numa tigela;
  • Tempere com sal, azeite e pimenta. Reserve.

Coloque as fatias de pão em uma assadeira e regue com um fio (generoso) de azeite.

Em cima de cada uma coloque uma boa colher da mistura de tomate e manjericão.

Leve ao forno pré aquecido (180g) por uns 10 /15 minutos e, sirva!

É uma excelente entrada ou aperitivo para acompanhar um vinho ou cerveja.

Bom Apetite !

Tina

 

 

Read Full Post »

Berinjela ao forno

Essa é super fácil e super gostosa. Se você gosta de berinjela, essa é a receita.

  • 2 berinjelas cortadas em fatias (sentido comprimento);
  • 1 xic. de ricota amassada;
  • 1 ovo inteiro;
  • 1 dente de alho amassado;
  • 1 lata de molho de tomate a seu gosto;
  • 100 grs de muzzarela  em fatias;
  • orégano a vontade;
  • sal, azeite, pimenta moída na hora a gosto;

Modo de fazer:

  • Ligue o forno a 180 graus para aquecer;
  • Coloque as fatias de berinjela de molho em água com sal por 20`; e depois
  • Seque bem as fatias de berinjela com papel toalha; e em seguida,
  • Forre uma forma com papel manteiga, coloque as fatias de berinjela;
  • Tempere com sal, pimenta e azeite;
  • Leve ao forno por exatos 13 minutos ( no máximo 15 min.)

Enquanto isso, misture em um recipiente:

  • a ricota bem amassada, o alho picado, o ovo inteiro;
  • tempere com sal, pimenta, ervas a gosto;
  • Retire a berinjela do forno e deixe esfriar um pouco e reserve.

Em um refratário, espalhe um pouco de molho de tomate no fundo.

Coloque uma colher da pasta de ricota em cada fatia de berinjela e enrole com cuidado;

Ajeite as berinjelas enroladas no refratário até terminar;

20160406_184829

Berinjela by Tina

Coloque uma fatia de muzzarela  sobre cada rolinho, cubra com o restante do molho de tomate e leve ao forno até dourar ( uns 20 mins – depende do forno).

Sirva com arroz branco e uma salada verde. Delícia pura e rápida.

Bom Apetite !

Read Full Post »

Delícia prática!

Delícia prática!

Este salmão é simplesmente maravilhoso !   E super fácil de fazer. Tenho certeza que chegará em  breve ao Brasil, não dá para deixar de oferecer algo tão prático por aqui também.

Já temos por aqui os temperos de preparo rápido para frango e carne assada, só falta o de peixe. É Colman´s.

Eu fiz hoje e como complemento, adicionei uma  “caminha” com rodelas  de abobrinha para colocar a posta de salmão por cima. Depois foi só espalhar o tempero e levar ao forno pré-aquecido (180g) por 25 minutos. Perfeito!

Nada nos impede de fazer o mesmo por aqui (enquanto o tempero pronto não chega!) Quer ver ?

– Tempere uma posta de salmão com sal grosso e pimenta. Salpique um punhado de “Dill” ( também conhecido como Endro para outros ) e mais um toque de ervas secas a seu gosto.

– Coloque 3 rodelas de limão por cima e envolva com papel alumínio, deixando espaço para assar – ou seja – faça uma trouxinha “fofa e alta ” (não é para embrulhar o salmão como se fosse congelar…) certo ?

– Leve ao forno médio pré-aquecido (180g)  por 25` e está pronto. Teste do palito funciona para salmão também!

– Sirva com legumes (abobrinha, batata, cenoura)  picadas e cozidas na água com sal.

Fica perfeito, faz o mesmo efeito. Uma delícia, garanto.

Ficou faltando a sobremesa, mas bem que poderia ter sido um desses…Yammy!!! Um dia chega aqui, vamos esperar.

Magnum com recheio de menta. Manjar dos deuses em matéria de sorvete!

Magnum com recheio de menta. Manjar dos deuses em matéria de sorvete!

Bom Apetite !

Read Full Post »

Frango Inglês

Vocês podem acabar comigo, mas eu preciso dividir essa maravilha que trouxe de Londres. Gente, não tem jeito mais fácil e gostoso de se fazer um filet de frango, sinceramente. Maggi, of course.

Eles (criaram) acharam uma  forma de se assar um filet de frango em 20 minutos, super bem temperado, sem perder tempo. Delícia pura.

Uma embalagem que vem com 4 “folhas temperadas”  de papel manteiga, na qual você só tem que colocar os filets de frango, fechar e levar ao forno para assar por uns 20 minutos. E está pronto!

Tem coisa mais fácil ? Infelizmente ainda não tem por aqui, mas fica a idéia. Por que não podemos fazer ?

Minha receita  “adaptada” é:

– Dobre uma folha de papel manteiga ao meio; (para cobrir a outra parte)

– Unte com azeite e a seguir tempere (o papel manteiga) com ervas finas, pimenta e sal – tudo desidratado, naturalmente. Se quiser, coloque mais temperos, e adicione sal e pimenta a gosto.

– Coloque o filet de frango , dobre o papel manteiga por cima e leve ao forno aquecido a 180g para assar;

– Lembre-se que tem que ter tempero em ambas as partes do papel manteiga (para temperar o filet de frango dos dois lados);

– Repita o mesmo procedimento com os outros filets de frango, lembrando que devem ser finos, preferencialmente.

– Não deixe de verificar o forno, o tempo de cozimento depende do seu forno !

– Fica uma delícia, eu garanto.

Frango Ingles - Mar 15

Frango delícia !!!

Eu coloco o papel manteiga com os filets de frango em uma bandeja forrada com papel alumínio, para não sujar o forno e nem as bandejas, lógico ! Em 20 minutos tudo pode mudar. Dá certo !

Tente você também, é fácil e delicioso. Vale mesmo.

Bom Apetite !

Read Full Post »

Variedade !

Temperos são parte das minhas coisas favoritas mundo afora… Adoro visitar supermercados no exterior e “babar” na variedade de temperos. Esses na foto são da Alemanha e eles tem diversas misturas, principalmente para carnes.

Sempre fico na dúvida na hora de escolher, afinal posso gostar muito e ter vontade de voltar para comprar mais…

Pena que não dá para trazer um de cada e colocar na minha cozinha 😦  

Bom Apetite !

Read Full Post »

Temperos

Como vocês já devem ter percebido eu adoro temperos e aromas quando cozinho.  Quer ver eu me distrair de montão ?  É só entrar em um supermercado – principalmente no exterior – e ir até as gôndolas de temperos e afins! Fico horas, leio tudo que vejo de diferente, avalio, e no fim ainda fico com uma bronca danada por saber que não tem aqui no Brasil e, se a gente acha algum por acaso, custam os olhos da cara! Quem não curte muito essa minha mania é o marido – conhecem algum homem que goste de supermercado???

Lá a gente encontra temperos secos para tudo que se pode imaginar: para batatas, para carnes diversas, para macarrão, para comida indiana, para comida chinesa, mexicana e por aí afora. E não é apenas um tipo não, existem diversas variedades, a gente se perde de tanto que tem.

Verdade seja dita, um bom tempero faz toda a diferença num prato, não?

E eu revolvi construir essa mini estante para colocar uma pequena parte dos que tenho, até porque se fosse colocar todos acho que ia faltar cozinha… rs

Bom Apetite!

Read Full Post »

PAILLARD COM FETTUCCINE

Paillard é o nome sofisticado para um “bife fininho”…(rs)  Essa receita á vapt-vupt e serve bem à 4 pessoas.

  • 4 bifes ultrafinos de filet mignon, sal e pimenta do reino moída na hora e manteiga para fritar.
  • 500 grs de fettuccine
  • 1 colher (sopa) bem cheia de manteiga
  • 250 ml de creme de leite fresco
  • 1 saquinho de caldo de carne
  • 50 gr de cogumelos
  • Uma pitada de noz moscada
  • Sal e pimenta do reino
  • Parmesão ralado

Cozinhe o macarrão al dente e reserve.

Tempere os bifes com sal e pimenta e frite-os na manteiga rapidamente (1 minuto de cada lado).  Na mesma panela da fritura, coloque a manteiga, os cogumelos e tempere com sal e pimenta e duas colheres de sopa do caldo de carne em pó.

Misture bem e deixe reduzir por 10 minutos no fogo baixo. Junte o parmesão e o creme de leite e mexa para incorporar.

Coloque o macarrão dentro da panela do molho e misture delicadamente.

Coloque o bife no prato e cubra uma parte dele com a massa e sirva imediatamente. Acompanhe com um bom vinho tinto.

Bom Apetite ! 

Read Full Post »

Massas

Tipos de Massa

 

1. Massa recheada, cappelletti. Quando pequenos, chamam-se tortellini. Maiores serão tortellonis ou orecchionis.
2. Massa recheada, ravioli. Quando maiores, chamam-se agnolottis. Quando do tamanho de pastéis, chamam-se torteis, estes em geral recheados com abóbora.
3. Ziti: tubos finos, podem ser tambem tagliati.
4. Linguine: “pequenas línguas”. Massa comprida, achatada.
5. Taglierini: massa comprida e fina.
6. Fedelini: massa comprida, mais fina do que taglierini.
7. Gemelli: “gêmeos”. Duas tiras de massa que se enrolam uma na outra, cortadas em pedaços.
8. Linguini de legumes, colorida.
9. Conchigliete: pequenas conchinhas.
10. Fusili: tubinhos em forma de espirais.
11. Macaroni: tubinhos curvos.
12. Orzo ou Semi di Melone (sementes de melão): pequenas massas em formato de arroz, usadas principalmente em sopas.
13. Spaghetti: massa comprida. Spaghettoni quando mais grossa, spaghettini quando mais fina.
14. Manicotti: tubos maiores, podem ser recheados.
15. Spaghettini
16. Spirali ou tortiglioni: fusilis compridos.
17. Conchiglie: conchas.
18. Capelli d’angelo: “cabelo de anjo”. Massa fininha para sopas e doces.
19. Radiatori: massa em forma de radiadores.
20. Fettuccine: massa em forma de fita, em ninhos. Quando mais larga, tagliatelle e fettucce.
21. Penne: “pena”. Também chamadas de mostaccioli (pequenos bigodes). Tubos com finais em ângulo. Podem ter riscos na superfície (penne rigati) ou podem ser bem lisas (penne lise). Quando pequeninas, são pennettes.
22. Farfalle: “borboletas”. São as famosas massas gravatinhas.
23. Rotelle ou Ruote: “rodas” de carreta.
24. Rigatoni: tubos de tamanho médio.
25. Eliche ou Spirali: pequenos fusilis
26. Lasagne: folhas de massa para lasanha, com borda crespa.
27. Fusilis de legumes, coloridas.
28. Bucattini: em forma de spaguetti, mas furada no centro. Também conhecida por perciatelli.
29. Fettuccine comprida.
30. Lasagne: folhas de massa para lasanha, com borda lisa.
31. Spaghetti de legumes e de farinha integral.
32. Ditalini: “dedaizinhos”. Pequenos tubos, curtinhos.
33. Orechietti: “orelhinhas”.
34. Conchigliette: conchinhas. Também conhecidas por castellane.
35. Gnocchi: “bolinhas cozidas”.
36. Caneloni: massa para rechear.

As denominações acima são as usadas na Itália naturalmente, mas a maioria dos nomes pouco muda em português. E tem uma ou outra que são menos populares aqui no Brasil.

Eu, como descendente de italianos, adoro uma boa massa e achei bem interessante esse quadro acima.

Buon Appetito ! 

Read Full Post »

Talharim à Napolitana

TALHARIM À NAPOLITANA

Esse talharim é “bola da vez” – em 20 minutos você prepara e serve um prato gostoso, bonito e ainda por cima “com jeito de restaurante” (rs) . Olha só que fácil:

– 1/2 kg de talharim (grano duro)

– 12 tomates cereja

– 2 colheres (sopa) alho picado

– 1/2 maço manjericão fresco

– azeite extra virgem a gosto

– sal e pimenta a gosto

Modo de fazer:

Cozinhe o macarrão em água e sal. Corte os tomates ao meio e reserve.

Em uma panela ( eu prefiro uma frigideira grande) coloque o azeite e em seguida o alho . Deixe fritar levemente e coloque o spaguetti. Mexa bem e coloque os tomates cortados e as folhinhas de manjericão. Tempere com sal e pimenta moída na hora. Mexa mais um pouco e leve diretamente à mesa, com um bom parmesão ralado.

Bom Apetite!

 

Read Full Post »